Conheça a história dos primeiros Imigrantes Estonianos, quando vieram, para onde foram, o que fizeram.

Os pioneiros chegaram, no brasil, em 1908, alguns voltaram para a Estonia e retornaram novamente para o Brasil. Mas, em novembro de 1925, aproximadamente, 500 estonianos desembarcaram, no porto de Santos, e de trem foram levados até a Casa do Imigrante, na cidade de São Paulo, onde permaneceram por 10 dias.
Após o que puderam optar em ficar na cidade de São Paulo ou seguir de trem para as fazendas de café nas cidades do interior do Estado de São Paulo, Estado do Parana e Estado de Minas Gerais. Muitas famílias escolheram morar nas fazendas de café, pois tinham casas para morar com suas famílias.
Quem preferiu ficar na cidade de São Paulo, tiveram oportunidades de trabalho nas grandes empresas daquela época, como: Matarazzo, Vigor, Papel Simão e outras.
Os estonianos eram bons trabalhadores e desempenharam com muita responsabilidade o cumprimento do seu dever, e com isso puderam contribuir, grandemente, para o progresso do Brasil e hoje seus descendentes dão continuidade a esse progresso, agora como patriotas que são, encontram-se exercendo inúmeras atividades.
Os estonianos possuem grande espírito de solidariedade e por esta razão, as famílias acabaram fixando suas residências próximas umas as outras, como aconteceu em diversos bairros da nossa cidade e alguns municípios de São Paulo.
O desafio dos pioneiros foi grande, considerando a origem e a fragilidade do povo estoniano e que enfrentariam, aqui no Brasil, problemas de toda ordem, além dos riscos de um clima tropical que chegou a causar a morte de alguns deles. Mas eles não desistiram e com força divina venceram aos embates da vida, que um novo país traz.
E, vitoriosos percorreram o caminho que escolheram trilhar, nesta terra que lhes oferecia inúmeras oportunidades e que eles souberam desfrutar e assim seus sonhos realizar e acolher outros patrícios que aqui, também, vieram para ficar.
Hoje, relembrando parte desta e história, queremos:”Parabenizar estonianos e descendentes” e dizer que : temos orgulho de fazer parte desta história que um dia vocês começaram e dela tornaram-se heróis e nós com muito carinho, continuaremos contando para todos que fazem e ainda farão parte desta descendência tão abençoada por Deus.

Texto de autoria de Leonora Palkow